Contos Eróticos - Professor de Biologia - Jardim do Prazer

Professor de Biologia

Professor de Biologia
Professor de Biologia
9 votos

Tudo começou quando eu estava fazendo cursinho pré-vestibular. Tinha 18 anos. Professores novos e dentre os dez que tinha, um me chamou a atenção. Julio é o nome dele, professor de biologia. Ele era alto, forte, moreno, tinha um charme juntamente com um sorriso maravilhoso que me lembrava um ex namorado que eu tive uns três anos antes. Por isso me apaixonei logo de cara. Ele tinha trinta e um anos, era divorciado e com dois filhos pequenos. Era super simpático e tratava todos os alunos com atenção e carinho. Eu odiava biologia, mas depois que o Julio cruzou meu caminho, mudei totalmente meus conceitos com a matéria. O tempo foi passando e ele despertando cada vez mais uma paixão em mim. Até que tomei uma decisão totalmente inesperada:

— Professor, como é a faculdade de biologia? Tem que dissecar cadáver?

— É muito boa e interessante. Lá você entende tudo o que acontece com você, dentro de você e ao redor de você. E, bem, quanto ao cadáver, depende muito da instituição de ensino. Por exemplo, onde eu fiz minha graduação não foi necessário.

—  Que bom, estou querendo biologia.

— Mas você não queria engenharia química?

— Desisti. Biologia me despertou uma paixão maior. Você pode me explicar o processo de mitose? Não peguei bem.

— Claro minha linda, após a aula ficaremos aqui.

E nesses plantões extras de dúvidas e todo o carinho do Julio eu consegui passar para a federal do meu estado para biologia e voltei ao curso para agradecer. Claro, com segundas intenções.

— Marina! Parabéns! Veio pagar meu chope?

Ele fazia uma brincadeira em que o aluno que passasse para a universidade voltaria lá e pagaria um chope para ele. Aproveitando isso voltei e bem provocante. Estava com um shortinho jeans apertadinho que valorizava meu bumbum, uma regata bem soltinha florida que mostrava bem a marca de biquíni, rasteirinha e óculos de sol. Cabelos pretos, lisos e na altura dos seios. Quando o vi fui logo respondendo:

— Mas é claro que sim, professor. Ainda mais para biologia. Vamos ali na pizzaria?

— Vamos, vamos. Vou só entregar essa ata ali na coordenação.

Fomos tomar o chope. Conversamos, rimos, falamos besteiras e até que o que eu mais esperei aconteceu. Ele começou a me olhar diferente e me elogiar, me chamando de linda e de como fiquei bonita bronzeada. Aquilo me deu uma vontade de pular no colo dele e sentir o gosto daquela boca deslizando sobre meu pescoço, descendo pelos meus seios até chegar na boceta. Ele foi se aproximando e me deu um beijaço, de arrepiar até onde não tinha pelos.

Afastei-me e ele começou a se desculpar, dizendo que não conseguiu mais me enxergar como aluna e sim como uma mulher linda que usou ele como inspiração para seguir carreira. Depois disso eu retribui o beijo. O clima esquentou até que ele me propôs que eu fosse para o apartamento dele que era perto dali. Chegando lá, ele voltou a me beijar e entramos no quarto dele. Era tudo bem montado, cama de casal e ar-condicionado. O beijo continuou forte, ele me deitou na cama e levantou minha blusa, beijando minha barriga até chegar nos seios. Tirou meu short e a blusa juntamente com o sutiã. Fiquei só de calcinha (minúscula e fio dental). Ele ficou louco de me ver peladinha e toda bronzeadinha de sol só pra ele. Começou a chupar meus peitos e desceu até a boceta, tirando a calcinha com a boca. Dizia que nunca tinha visto uma bocetinha tão linda como a minha. Chupou loucamente e me fez gozar somente com a língua. Quando ele tirou sua roupa fiquei completamente excitada com aquele cacete enorme, só conseguia pensar em chupar e metendo em mim. Estava com tanta vontade em dar que já pedi pra penetrar. Era um prazer indiscritivel sentir aquele pau entrando e saindo rapidamente.Gozei mais duas vezes, e ele apenas uma. Transamos em varias posições.

Quando terminamos fomos tomar banho juntos e ele me levou em casa de carro. Antes de sair, falei:

—  Adorei estudar métodos de reprodução com você professor.

Depois desse episódio saímos mais algumas vezes e acabamos namorando. Hoje estamos casados.

~ ~ ~

Conto escrito pela escritora identificada como Bióloga por acaso.

Gostou? Comente e mostre sua admiração pela auora.

Share Button
Professor de Biologia
9 votos