Lili, Santinha e Recatada

lili

lili

Minha amiga Lili é uma garota considerada certinha. É religiosa e vai todos os domingos à missa. Mas santa até que ponto? Bom, vou contar a vocês. Um fim de semana chuvoso estávamos sozinhas em casa, sem muitas coisas para fazer. O telefone tocou e era um velho amigo da escola que estava na cidade e estava querendo me visitar. Claro que, com o histórico que tinha, eu logo fiquei em êxtase.

Eu o conhecia com a palma da minha mão e um pouco mais. Minha cabeça começou a se encher de sacanagens deliciosas, mas como fazer minha amiga entrar no mesmo clima? Pensei rápido: tinha algumas garrafas de vinho no estoque. Corri para cozinha para colocar para gelar. Minha amiga ficou espantada por tanta correria. Disse a ela que ele era uma pessoa especial — mal ela sabia das minhas intenções —, mas não era hora dela saber.

Continuar leitura

Perdendo a Virgindade na Missa

Karina era minha melhor amiga. Crescemos juntos, estudamos juntos desde a primeira série e fizemos até catecismo juntos, na Igreja de Santo Arnaldo, aqui perto de casa. Nossas mães eram muito amigas, bem antes de nascermos. Obviamente havia muita pressão para ficarmos juntos, mas eu só descobriria isso muito tarde.

Perdendo a Virgindade na Missa

Karina era minha melhor amiga. Crescemos juntos, estudamos juntos desde a primeira série e fizemos até catecismo juntos, na Igreja de Santo Arnaldo, aqui perto de casa. Nossas mães eram muito amigas, bem antes de nascermos. Obviamente havia muita pressão para ficarmos juntos, mas eu só descobriria isso muito tarde.

Uma vez, estávamos na igreja, esperando começar a missa de sábado à tarde, dois anos após termos feito primeira comunhão, conversando sobre essa expectativa de nossos pais para namorarmos. Tínhamos quatorze anos. Eu já tinha ficado com algumas garotas, mas nunca tinha pensado na Ka dessa forma. Até aquele dia ela era apenas minha irmã.

Continuar leitura

Sexo na Igreja Evangélica

Sexo na Igreja Evangélica

Que Deus me perdoe. Cometi um dos pecados mais abomináveis pela igreja. Não, eu não matei ninguém. Eu transei com a Vânia na igreja.

Fazemos parte de uma pequena igreja evangélica aqui na comunidade. Eu sou novo nessa igreja, me mudei recentemente para a cidade. Logo que comecei a ir, gostei muito do pastor Fernando e sua esposa Raquel. Vânia é muito empenhada na comunidade, vem todos os dias para a igreja, contribui muito, é abençoada. Nos conhecemos logo de cara. Ela é muito atenciosa com as pessoas.

Na primeira festa depois que eu entrei, há uns dois meses, Vânia foi quem me apresentou a todas as pessoas da comunidade.

Vânia tem 27 anos, tem negros cabelos compridos ondulados, que ficam sempre presos; grandes olhos castanhos; cor de pele morena e um corpo muito bonito. Suas pernas sempre muito bem arejadas por suas saias abaixo do joelho – que me excita muito. Ela tem peitos de tamanhos pequenos e raramente usa sutiã. Sempre me pego olhando para a silhueta de seus seios na camiseta. Enfim, é uma mulher linda.

Continuar leitura