Basta um beijo

Basta um Beijo

Basta um beijo. Um encostar de lábios para que o meu sangue comece a ferver. Eu sinto o calor subindo pelas minhas pernas e dominando o meu corpo, girando pela cintura, circulando os seios ouriçados. Descendo lentamente pelo ventre até explodir em tesão. Incontido e urgente, suas mãos se acomodam entre as minhas pernas e sinto um aperto forte; Mãos fortes de homem. Aqueles dedos me tocam e me fazem arrepiar. Com minha calcinha molhada te vejo me olhar com um semblante de tesão! Ah, como eu adoro esse semblante!

O beijo está maravilhoso demais para não terminarmos nos deleitando com prazer em nossa cama. Qualquer momento é perfeito para transar com você. Me joga na cama e vem por cima de mim, passa a sua barba no meu pescoço. Você está tão quente.

Seu beijo com essa boca faminta pelo meu corpo. Beije e chupe os meus seios, são seus feitos à medida exata de tua mão. Passe a sua barba entre eles e na minha cintura, passe suas mãos pelo meu corpo todo, das coxas até os seios. Beije a minha cintura, minha barriga e me chupe. Só você sabe me chupar com tanta vontade e me dar tanto prazer, dê esse beijo em minhas coxas e me faça sua mulher.

~ ~ ~

História verídica contada pela leitora G.R..

Gostou? Não esqueça de deixar seu comentário. Diga se você gozou ou broxou com este conto!

Cavalgo ou danço?

cavalgo-danco

Tem algo mais gostos que cavalgar em um homem bem tesudo? Eu adoro. Adoro porque é bom sentir a pica me abrindo. Eu a engolindo bem suave, abrindo gostoso a minha buceta, bem molhadinha, deslizante, quente, da ponta até a raiz.

Gosto de sentir a cabeça do pau me abrindo, me vasculhando, e eu descendo gostoso pelas veias, pelo mastro duro, grosso, forte, em pé. Cavalgo, mas antes danço. Danço gostoso para o cara, mostrando a minha pele, meus seios, ofereço meus bicos para ele lamber, chupar, mamar, me chamar de gostosa. Todos me chamam de gostosa nessa hora!

Continuar leitura