Professor de Biologia

Professor de Biologia

Tudo começou quando eu estava fazendo cursinho pré-vestibular. Tinha 18 anos. Professores novos e dentre os dez que tinha, um me chamou a atenção. Julio é o nome dele, professor de biologia. Ele era alto, forte, moreno, tinha um charme juntamente com um sorriso maravilhoso que me lembrava um ex namorado que eu tive uns três anos antes. Por isso me apaixonei logo de cara. Ele tinha trinta e um anos, era divorciado e com dois filhos pequenos. Era super simpático e tratava todos os alunos com atenção e carinho. Eu odiava biologia, mas depois que o Julio cruzou meu caminho, mudei totalmente meus conceitos com a matéria. O tempo foi passando e ele despertando cada vez mais uma paixão em mim. Até que tomei uma decisão totalmente inesperada:

— Professor, como é a faculdade de biologia? Tem que dissecar cadáver?

— É muito boa e interessante. Lá você entende tudo o que acontece com você, dentro de você e ao redor de você. E, bem, quanto ao cadáver, depende muito da instituição de ensino. Por exemplo, onde eu fiz minha graduação não foi necessário.Continuar leitura

Transando na Faculdade

Transando na Faculdade

Tínhamos duas aulas pela frente. Digo, o tempo de duas aulas para nos divertirmos. Fabrício e eu saímos logo após começar a primeira aula do dia e nos encontramos no banheiro do espaço dos estudantes. Normalmente haveria muitas pessoas por ali, mas estávamos em período de provas, então, por sorte, todos estavam mais preocupados com seus desempenhos na faculdade.

Nós já namoramos desde o começo do ano, cinco meses. Seus olhos azuis foram o que mais me chamaram atenção de início. Inventei desculpas para ter contato com ele, até que em uma das primeiras festas da faculdade nós ficamos. Seus amigos diziam que era bobagem namorar no início da faculdade, que festas como aquelas seriam fartas e que muitas garotas estão ali só para satisfazê-los. Bobagem é pensar dessa forma. Tenho certeza que nos divertimos muito mais juntos.

Continuar leitura